Organize-se para as encomendas de Natal

Dicas de quem entende do assunto para render o dinheiro, os materiais e o tempo escasso para as produções do final de ano

O Natal está chegando e, com sua proximidade, a confecção de produtos para as vendas da época cresce cada vez mais. Pensando nisso, o Portal de Artesanato reuniu boas dicas de artesãs especialistas no assunto – que já tiveram seus trabalhos publicados no site e na revista Faça Fácil – para quem está com as encomendas a todo vapor e quer otimizar seu tempo, além de fazer o material e o capital para a matéria-prima renderem.

Antes de sair às compras, planeje-se para investir o dinheiro, primeiramente, nos materiais indispensáveis e evitar o desperdício. Para Ana Luiza, do Ateliê Ana Bananna, o segredo é projetar com cautela cada artesanato: “Veja o que é necessário na criação de cada peça, faça uma lista e contabilize cada item”, ensina a especialista que está no mercado há cinco anos. Com a lista em mãos, e noção do quanto poderá gastar em mente, o próximo passo é pechinchar. “Vale fazer uma pesquisa com colegas de trabalho, em sites de busca na internet e, inclusive, ficar atento às promoções de final de ano nas lojas”, sugere Ana Luiza.

Já para quem dispõe de tempo para “bater perna” na hora das compras, como é o caso de Ana Paula Andrade, do Ateliê Donna Abóbora, fica a dica: “Pegue um dia só para garimpar os lugares que te interessam, de acordo com o tipo de material que você procura. É assim que faço. Verifico cada loja e faço uma comparação”, conta a artesã, que indica a Rua 25 de Março, local de comércio popular em São Paulo (SP). Para esse momento, ainda, o toque de Karina Garcia e Cláudia Derriga, do Ateliê Doces Ternuras, não poderia faltar: não tenha medo de pedir desconto, principalmente em compras grandes. Além disso, estratégias para pôr em prática na hora da produção também são eficazes.

O material que sobrou, por exemplo, pode ser a matéria-prima de uma peça exclusiva. A artesã Maria Carolina Viana, do La Maria Ateliê, sugere aproveitar retalhos de tecidos e fitas de cetim para forrar botões e compor guirlandas de Natal inovadoras e coloridas. Quando o assunto é scrapbooking, Ana Luiza indica baixar o custo do trabalho utilizando papel comum para confeccionar a maior parte do trabalho, enquanto as folhas de scrap mais elaboradas ficam reservadas somente para a parte da decoração.

Outra dica bacana é das artesãs do Ateliê Doces Ternuras, que optam pelo uso da cola de silicone para diversos tipos de artesanatos, porque rende mais. Anotou as dicas? Para ajudar nas compras, as artesãs entrevistadas – incluindo a talentosa Luciana Areias – fizeram uma relação de lojas com preços acessíveis e variedade de aviamentos para artesanato.

Fonte: Portal de Artesanato

0 Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*